(81) 3423-5172 / (81) 3204-0045   Av. Norte Miguel Arraes de Alencar, nº 3003, Térreo - Encruzilhada - Recife-PE
Facebook

NOTÍCIAS

Dicas que podem ajudar a aumentar as reservas dos imóveis de temporada

27/01/2021 - Fonte: Estadão
Oferecer comodidades simples como secador de cabelo e Wi-Fi pode fazer toda a diferença

Segundo levantamento exclusivo do Airbnb Brasil para o Estadão Imóveis, cresce desde maio a procura por casas de campo e em cidades menores de praia, a até 300 quilômetros dos centros urbanos, para ir de carro com a família sem renunciar ao isolamento. A percepção da startup é reforçada pelos dados levantados desde o início da pandemia pelo Grupo ZAP, que apontam aumento de 340% na busca por imóveis no interior paulista. As casas maiores também subiram 128% nas pesquisas em comparação a julho do ano passado.

Em muitos casos, segundo Felipe Marcondes, gerente regional do Airbnb na América do Sul, essas pesquisas foram realizadas por famílias em busca de um refúgio fora da cidade grande, mais perto da natureza, e, ao mesmo tempo, com boa infraestrutura (como conexão à internet e TV a cabo), para conciliar férias com a família e trabalho em home office.

Por isso, se você tem um imóvel parado nessas regiões ou já tentou anunciar nos sites por temporada, mas ainda não obteve bons resultados, veja o que fazer para chamar mais atenção nas plataformas e aproveitar essa maré alta da demanda em reservas.

Fotos
- Imagens variadas e de qualidade contribuem muito para que o anúncio seja bem-sucedido. Segundo levantamento do Airbnb Brasil, ofertas de acomodações com mais de 20 fotos têm taxa de ocupação, em média, 25% maior do que as que possuem entre 11 e 20 fotos. E as que trazem de 11 a 20 fotos, taxa de ocupação, em média, cerca de 50% maior do que aqueles com até 10 fotos.

Limpeza
- No contexto da pandemia, aspectos de limpeza ganharam mais relevância para os hóspedes. Estabelecer novos padrões de higienização é fundamental. Nesse sentido, ele e outros portais de imóveis para temporada criaram seus protocolos de higienização. No caso do Airbnb, o protocolo foi desenvolvido com orientação de especialistas internacionais, como o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), nos EUA, que é referência nos esforços de combate à Covid-19. Esse termo passou a ser solicitado a todos os anfitriões. Segundo pesquisa global da startup criada em 2008 por estudantes da Califórnia, 95% das avaliações deixadas por hóspedes após uma estadia mostram que eles estão satisfeitos com a limpeza, com classificações que vão de 4 a 5 estrelas (nota máxima). No Brasil, os anúncios que possuem o selo do regulamento recebem até duas vezes mais reservas.

Ser fiel à realidade
- É fundamental que a experiência do hóspede na acomodação atenda às expectativas iniciais e, para isso, é preciso que o anúncio seja realista e detalhado. O ideal é incluir fotos de todos os cômodos e áreas a que o hóspede terá acesso, com legendas explicativas. Além disso, as regras da casa também precisam ser detalhadas e claras.

Depoimento
- Segundo Celso Eduardo Piva, dono de uma Cabana em Angra dos Reis, Rio de Janeiro, empresário e anfitrião do Airbnb há 5 anos, durante esse tempo, aprendeu muitas técnicas para atrair novos hóspedes e obter mais reservas pela empresa, entre elas, que o principal aspecto em um anúncio são as fotos. “O hóspede precisa ter a experiência de que já está dentro da casa quando vê o anúncio. Eu, por exemplo, deixei mais de 20 fotos de qualidade que exprimem a sensação de como é estar na acomodação. Isso auxilia muito nas minhas efetivações”, conta.


zaite.com.br